Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
ACEITAR E FECHAR
 
  •  
     

    Projetos e atividades socioeducacionais promovem a vida de crianças e adolescentes em Porto Alegre.

    No sul do país, através da Rede Calábria (Instituto Pobres Servos), são desenvolvidos diversos projetos tendo crianças e adolescentes como público alvo.

    Social

    14.09.2021 16:20:07 | 3 minutos de leitura

    Projetos e atividades socioeducacionais promovem a vida de crianças e adolescentes em Porto Alegre.

    Em parceria com a Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC), são atendidas 580 crianças e adolescentes no projeto Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos em 10 unidades de atendimento no Município de Porto Alegre.

    Para o público dessa faixa etária, o SCFV além de promover a convivência, visa também  preparar crianças e adolescentes para o exercício de sua cidadania por meio da participação social, assegurando dessa forma o desenvolvimento do seu protagonismo e da sua autonomia.


    São objetivos específicos do SCFV para esta faixa etária complementar as ações da família e da comunidade na proteção e no desenvolvimento de crianças e adolescentes e no fortalecimento dos vínculos familiares e sociais. Além de assegurar espaços de referência para o convívio grupal, comunitário e social e para o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo.

     

    Beneficiários do SCFV construíram mapas de Porto Alegre e fizeram um tour de pesquisa pela cidade.

     

    As atividades também ampliam o universo informacional, artístico e cultural de crianças e adolescentes, bem como estimulam o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar sua formação cidadã. Estimular a participação na vida pública do território e desenvolver competências para a compreensão crítica da realidade social e do mundo contemporâneo são fatores igualmente importantes neste projeto. Tanto quanto contribuir para a inserção, reinserção e permanência no sistema educacional.

     

    O SCFV também atende educandos de 15 a 17 anos


    Também em parceria com a FASC, são desenvolvidas atividades para adolescentes de 15 a 17 anos, em 5 unidades da Rede Calábria, atendendo  276 beneficiários. Para essa faixa etária, o SCFV objetiva fortalecer a convivência familiar e comunitária, contribuindo para o retorno ou a permanência dos adolescentes na escola, por meio do desenvolvimento de atividades que estimulem a convivência social, a participação cidadã e uma formação geral para o mundo do trabalho.


    Espaços de atividade desconstruídos e inovadores são palcos de experiência dos projetos da Rede Calábria.


    São objetivos específicos do SCFV para esta faixa etária complementar as ações da família e da comunidade na proteção e desenvolvimento de adolescentes para o fortalecimento dos vínculos familiares e sociais; Também se observa assegurar espaços de referência para o convívio grupal, comunitário e social e o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo.

    As propostas possibilitam o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar sua formação cidadã. Além de vivências para o alcance de autonomia e protagonismo social. Os educandos são estimulados a participação na vida pública do território e a desenvolver competências para a compreensão crítica da realidade social e do mundo moderno.


    Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, são desenvolvidos os projetos Educação Integral e Construindo Futuros


    O projeto Educação Integral consiste na oferta educacional de serviços pedagógicos na modalidade currículo complementar/educação em tempo integral, por cinco horas diárias, de segunda-feira a sexta-feira, conforme calendário escolar das escolas, para estudantes regularmente matriculados em escolas municipais de ensino fundamental.

    O trabalho pedagógico desse projeto contempla os quatro eixos do conhecimento: letramento, numeramento, iniciação científica e educação do sensível. Nesse projeto são atendidas 750 Crianças e adolescentes em 4 unidades da Rede Calábria. Tudo é feito com espírito de fraternidade e olhar permanente para a pedagogia calabriana e carisma da Obra. Que a Divina Providência siga abençoando estas parcerias e colaborando com a causa estratégia da Rede Calábria de acolher promovendo vidas.

    Fonte: Rede Calábria
    Mais em Social
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.