Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    As 12 Promessas do Sagrado Coração de Jesus: Um Chamado à Devoção e Amor Divino

    Santa Margarida Maria Alacoque recebeu do próprio Jesus doze promessas para aqueles que se devotassem ao Seu Sagrado Coração. Essas promessas são um chamado à devoção e oferecem grande consolo e esperança aos fiéis

    Artigos

    05.06.2024 16:36:29 | 6 minutos de leitura

    As 12 Promessas do Sagrado Coração de Jesus: Um Chamado à Devoção e Amor Divino

    A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é uma prática espiritual profundamente enraizada na tradição católica, que visivelmente se manifesta em dois episódios significativos do Evangelho: o gesto de São João, o discípulo amado, encostando sua cabeça no peito de Jesus durante a Última Ceia (cf. Jo 13,23), e a cena da crucificação, onde o soldado perfura o lado de Jesus com uma lança (cf. Jo 19,34). Esses dois momentos retratam o consolo e o sofrimento de Cristo, aspectos centrais da devoção ao Seu Sagrado Coração.

    O Contexto Bíblico e o Apelo de Jesus

    No primeiro episódio, São João encosta sua cabeça em Jesus, simbolizando o consolo de Cristo na véspera de Sua morte. Este ato reflete a intimidade e o amor profundo que Jesus oferece aos seus seguidores. No segundo episódio, durante a crucificação, a lança que atravessa o lado de Jesus representa o sofrimento extremo causado pelos pecados da humanidade, um ato que revela a profundidade do amor e da misericórdia divina.

    Esses eventos bíblicos lançam luz sobre o apelo feito por Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque em 1675. Jesus revelou o Seu Sagrado Coração à santa e expressou seu desejo por uma devoção especial, enfatizando a necessidade de reparação pelas ofensas cometidas contra Ele. Ele declarou:

    “Eis este coração que tanto tem amado os homens. Não recebo da maior parte senão ingratidões, desprezos, ultrajes, sacrilégios e indiferenças. Eis que te peço que a primeira sexta-feira depois da oitava do Santíssimo Sacramento (Corpo de Deus) seja dedicada a uma festa especial para honrar o Meu coração, comungando, neste dia, e dando-lhe a devida reparação por meio de um ato de desagravo para reparar as indignidades que recebeu durante o tempo em que esteve exposto sobre os altares. Prometo-te que o Meu Coração se dilatará para derramar com abundância as influências de Seu divino amor sobre os que tributem essa divina honra e que procurem que ela lhe seja prestada.”

    São João Paulo II e a Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

    São João Paulo II foi um grande promotor da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Em diversas ocasiões, ele incentivou os fiéis a aprofundarem sua amizade com Jesus através desta prática. Em 1980, no dia do Sagrado Coração, ele afirmou:

    “Na solenidade do Sagrado Coração de Jesus, a liturgia da Igreja concentra-se, com adoração e amor especial, em torno do mistério do Coração de Cristo. Quero, hoje, dirigir, juntamente convosco, o olhar dos nossos corações para o mistério desse coração. Ele falou-me desde a minha juventude. A cada ano, volto a esse mistério no ritmo litúrgico do tempo da Igreja”.

    São João Calábria e sua Devoção ao Sagrado Coração de Jesus

    São João Calábria, fundador da Congregação Pobres Servos da Divina Providência, também tinha uma profunda devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Seu diário revela o intenso amor e a entrega total que ele nutria por Cristo:

    “O Senhor me diz que o ame muito, que faça com que os outros o amem, que me assemelhe em tudo a Ele. Jesus me diz: 'Adiante, adiante! Que Eu e unicamente Eu seja o teu modelo!' Oh, se acontecesse que um belo dia eu começasse para valer! Que grande pecador eu sou! Jesus ama os pecadores e é por isso que Ele se serviu de mim. Todas as minhas misérias e pecados eu os ponho no Sagrado Coração chagado do bom Jesus, confiando inteiramente na sua grande e divina misericórdia.

    Quantas graças, quantas provas de misericórdia já me concedeu Jesus! Aqui nesta Sala do Trono do Senhor, penso em tantas coisas e vejo a minha grande miséria que retarda os planos divinos. Ou morto ou santo! - eis o que eu disse a Jesus. Neste dia consagrado ao teu Coração, prometo, mediante a tua graça, iniciar uma vida de acordo com o teu Coração. Chega de pecados, chega de ingratidões! Amor, amor, gratidão! Será por minha culpa que os grandiosos planos do Senhor ainda estão em suspenso e nem se realizarão? Será por minha culpa que tantas e tantas almas, resgatadas a preço do Sangue divino, não conseguem vir descansar e encontrar salvação à sombra desta árvore? Este é o pensamento que de uns dias para cá me atormenta e estou pedindo ao Senhor: ou que me permita morrer, oferecendo minha vida por todos os pecados e faltas cometidas nesta Casa, ou que me mande embora.”

    As 12 Promessas do Sagrado Coração de Jesus

    Santa Margarida Maria Alacoque recebeu do próprio Jesus doze promessas para aqueles que se devotassem ao Seu Sagrado Coração. Essas promessas são um chamado à devoção e oferecem grande consolo e esperança aos fiéis:

    1. A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de Meu Sagrado Coração;
    2. Eu darei aos devotos de Meu Coração todas as graças necessárias a seu estado;
    3. Estabelecerei e conservarei a paz em suas famílias;
    4. Eu os consolarei em todas as suas aflições;
    5. Serei refúgio seguro na vida e principalmente na hora da morte;
    6. Lançarei bênçãos abundantes sobre os seus trabalhos e empreendimentos;
    7. Os pecadores encontrarão, em Meu Coração, fonte inesgotável de misericórdias;
    8. As almas tíbias tornar-se-ão fervorosas pela prática dessa devoção;
    9. As almas fervorosas subirão, em pouco tempo, a uma alta perfeição;
    10. Darei aos sacerdotes que praticarem especialmente essa devoção o poder de tocar os corações mais endurecidos;
    11. As pessoas que propagarem esta devoção terão o seu nome inscrito para sempre no Meu Coração;
    12. A todos os que comunguem, nas primeiras sextas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna.

    Reflexão Final

    A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é um convite à intimidade com o Cristo sofredor e amoroso, um apelo à reparação pelas ofensas cometidas contra Ele e uma promessa de bênçãos abundantes para aqueles que se dedicam a esta prática. Através desta devoção, somos chamados a mergulhar no mistério do amor divino, encontrando nele consolo, paz e a certeza da misericórdia infinita de Deus. Que a mensagem de Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque e as promessas do Seu Sagrado Coração nos inspirem a buscar uma vida de santidade, confiança e abandono total na Divina Providência. E que o exemplo de São João Calábria, com sua devoção ardente e seu desejo de se assemelhar a Cristo, nos encoraje a amar e a confiar cada vez mais no Sagrado Coração de Jesus.

    Mais em Artigos
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.