Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    Unidos no doce vínculo do amor

    Os Religiosos amem-se entre si fraternalmente, não fiquem contentes apenas com o nome de irmãos, mas se esforcem por sê-lo.

    Espiritualidade Calabriana

    07.12.2023 09:16:12 | 2 minutos de leitura

    Unidos no doce vínculo do amor

    Uma característica de nossos Religiosos seja a caridade recíproca e a união fraterna. Os Religiosos amem-se entre si fraternalmente, não fiquem contentes apenas com o nome de irmãos, mas se esforcem por sê-lo.

    Evite-se com todo cuidado a murmuração, sufocadora da caridade e da paz, semeadora de discórdias....

    Carreguem os pesos uns dos outros, ajudando-se mutuamente até o sacrifício. Troquem entre si toda cortesia e respeito. Tenham maneiras gentis, porte sereno, jovial, modestamente expansivo.

    Sacerdotes e Irmãos) iguais em tudo, no mesmo plano, formando como que uma só coisa, em plena colaboração, uns os outros com a mesma possibilidade de cobrir qualquer tipo de cargos...

    Sacerdotes e Irmãos como membros da mesma família, nas diferentes atividades, tarefas e cargos, colaboram para o fim comum todos unidos no doce vínculo do amor e da caridade fraterna, tornando-se assim ‘um só coração e uma só alma’ com o único objetivo de amar e servir a Deus no perfeito cumprimento de seus deveres. Imbuídos de espírito de humildade e de abnegação, todos sem nenhuma distinção devem estar dispostos a tudo, inclusive às tarefas mais humildes, porque tudo é grande na Casa de Deus. (Constituições 10; 12; 105;106; 107)

    São João Calábria
    Trecho do Livro Retornemos ao Evangelho
    Para ler os demais trechos publicados, clique aqui


    Mais em Espiritualidade Calabriana
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.