Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    São João Calábria: Vida que Inspira Vidas - testemunho do Irmão Gedovar Nazzari

    "Um dos aspectos que mais me fascinou em São João Calábria é precisamente essa espiritualidade prática." destaca Ir. Gedovar

    Testemunhos

    09.04.2024 07:00:00 | 4 minutos de leitura

    São João Calábria: Vida que Inspira Vidas - testemunho do Irmão Gedovar Nazzari

    Hoje, o projeto "São João Calábria: Vida que Inspira Vidas" celebra a partilha do testemunho do Ecônomo Geral, Irmão Gedovar Nazzari, que compartilhou reflexões sobre os aspectos práticos da vida e obra de São João Calábria.

    No seu testemunho, Irmão Gedovar destacou a profunda dedicação de São João Calábria às dores e necessidades das pessoas de sua época. Como sacerdote comprometido, São João Calábria deixou um legado de olhar misericordioso para com todos ao seu redor, inspirando-nos na nossa missão cotidiana.

    A vida e os ensinamentos de São João Calábria ressoam através do tempo, lembrando-nos da importância de vivermos o presente com os olhos voltados para o futuro, especificamente para o reino de Deus. Isso implica em abraçar uma perspectiva espiritual e carismática em nossos compromissos diários, incorporando os valores e princípios que ele tão fervorosamente defendia.

    Neste momento de reflexão, somos chamados a seguir o exemplo de São João Calábria, buscando imitar sua compaixão, generosidade e compromisso com o serviço aos mais necessitados. Que seu legado continue a inspirar e guiar aqueles que se dedicam à promoção do bem-estar e da dignidade de todos os seres humanos, em consonância com a mensagem de amor e esperança que ele tão vividamente personificou.

    ____

    Testemunho da Canonização de São João Calábria

    Na ocasião da canonização do Padre João Calábria, há 25 anos, eu estava em Marituba/PA. Foi um período de trabalho intenso, pois muitas atividades haviam sido iniciadas recentemente. Por essa razão, não pude participar das celebrações na Itália. No entanto, recordo-me de que, na Delegação Nossa Senhora Aparecida, havíamos conduzido um sólido processo de preparação sobre a espiritualidade de nosso fundador. Foi com grande alegria que soube que a Igreja, de certa forma, "certificou" a vida evangélica e os ensinamentos do Padre João Calábria.

    Anteriormente, alguns anos antes, tive a oportunidade de participar pessoalmente da beatificação, que ocorreu em Verona, em 1988. Estive presente no estádio Bentegodi durante a Santa Missa celebrada por João Paulo II, e no hospital Negrar durante a visita do Pontífice. Foram dias belíssimos.

    Em particular, fiquei impressionado com os testemunhos de muitas pessoas, tanto religiosos quanto leigos, que conviveram com Padre Calábria. Durante minha formação, apenas conheci a parte "espiritual" do nosso santo, mas posteriormente percebi o quanto ele estava próximo das pessoas e da comunidade. Trabalhou arduamente para resolver os problemas cotidianos das pessoas, especialmente dos mais pobres, estando sempre disponível para ajudá-los. Quantas histórias ouvi de pessoas que receberam auxílio dele para suas vidas!

    Um dos aspectos que mais me fascinou em São João Calábria é precisamente essa espiritualidade prática. Seu carisma, baseado em "buscar primeiro o reino de Deus", sempre se traduziu em ações concretas na vida cotidiana. São João Calábria possuía uma profunda interioridade, mas também era um sacerdote que sabia estar entre as pessoas e desejava que seus religiosos fizessem o mesmo, envolvendo-se e servindo aos outros. "De avental", como diria hoje o Casante.

    Penso que, para nós, no mundo atual, é importante saber estar entre as pessoas sem perder nossa identidade. São João Calábria nos ensinou que devemos viver a vida presente olhando para o futuro, ou seja, para o reino de Deus. Isso implica em dar uma perspectiva espiritual e carismática aos nossos compromissos diários. Não devemos nos isolar do mundo, mas sim entrar nele e trazer uma abordagem "diferente" para as coisas. Isso representa um grande desafio para mim e também uma oportunidade para levar o carisma a contextos que, à primeira vista, possam parecer muito distantes de nós.

    Irmão Gedovar Nazzari, psdp

    Mais em Testemunhos
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.