Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    Roma revive o milagre da neve do ano 358

    A Basílica de Santa Maria Maior, em Roma, prepara-se para celebrar, no próximo dia 5 de agosto, o aniversário da sua Dedicação e a histórica solenidade de Nossa Senhora das Neves. Ambas as celebrações serão precedidas por um Tríduo e um concerto musical da Venerável Capela Liberiana.

    04.08.2022 | 3 minutos de leitura

    Roma revive o milagre da neve do ano 358

    Vatican News

    Na próxima sexta-feira, 5 de agosto, celebra-se o aniversário da Dedicação da Basílica Papal de Santa Maria Maior e a Solenidade de Nossa Senhora das Neves, que recorda a tradicional caída de "neve", no centro de Roma, em pleno verão. O evento milagroso ocorreu no século IV, ano 358 d.C., sob o Pontificado do Papa Libério . Na época, Nossa Senhora apareceu em sonho ao Papa e ao patrício romano Giovanni, pedindo-lhes para construir uma igreja no lugar que ela indicaria. Em meados de agosto, logo cedo, o Papa e o patrício encontraram a colina do Esquilino coberta de neve, em pleno verão. Este era o sinal que eles esperavam. Então, foi construída ali uma igreja, dedicada a Nossa Senhora. O evento permaneceu na história como "o milagre da neve". Assim, todos os anos, no dia 5 de agosto, realiza-se uma festa em memória deste aniversário e uma Missa solene em homenagem à Virgem Maria.

    Programa

    O programa, este ano, de um dos eventos mais representativos da tradição romana inclui um Tríduo, de 2 a 4 de agosto, na parte da tarde, com a pregação do Cônego da Basílica, Mons. Luigi Veturi, e na noite de quinta-feira (04/8), um concerto intitulado “A neve não toca”, da Venerável Capela Liberiana, dirigida pelo mestre de capela, Idelbrando Mura. As músicas e trechos são, entre outros, de Pier Luigi de Palestrina, Domenico Bartolucci, Léon Boëllmann, Valentino Miserachs.

    A solene celebração Eucarística será presidida, na manhã da próxima sexta-feira (05/8), pelo cardeal Stanilslaw Rilko, arcipreste da Basílica, e na parte da tarde, Dom Piero Marini, Vigário do Arcipreste, presidirá às Vésperas.

    Este ano, os fiéis romanos e turistas, poderão experimentar, gratuitamente, no pátio interno da Basílica, um sorvete especial, chamado "neve", inventado para a ocasião pelos sorveteiros da Antiga Sorveteria da Via del Corso. Trata-se de um sorvete ao sabor de limão com cobertura de laranja, gengibre e neve de merengue, que até o Papa Francisco pôde experimentar na volta da sua Viagem ao Canadá, por ocasião da tradicional ação de graças diante da imagem mariana da “Salus populi Romani”, ("Salvação do povo romano"). O ícone, que se encontra na Basílica de Santa Maria Maior, é uma das imagens marianas mais veneradas em Roma e muito querida pelo Pontífice, diante da qual ele sempre reza antes e depois de cada Viagem internacional.

    Espetáculo

    A recordação histórica do Milagre de Nossa Senhora das Neves, na colina romana do Esquilino, se realizará, a partir das 21h00 (hora de Roma). O idealizador e organizador do evento, que se realiza todos os anos, desde 1983, será o arquiteto Cesare Esposito. A noite será abrilhantada com projeções de luz, leituras, música, Fanfarra da Legião Alunos Carabineiros e cantos de um soprano e um tenor. Este ano, como ano passado, o evento será dedicado ao Papa Francisco e se concluirá, à meia-noite, com flocos artificiais de neve, símbolo da paz, que descerão do alto e cobrirão a praça diante da Basílica, produzindo um espetáculo imperdível.

     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.