Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    São João Calábria: Vida que Inspira Vidas - relato do Ir. Noivar Brustolin

    Acompanhemos o relato do Ir. Noivar Brustolin.

    Testemunhos

    08.04.2024 14:58:48 | 4 minutos de leitura

    São João Calábria: Vida que Inspira Vidas - relato do Ir. Noivar Brustolin

    O projeto "São João Calábria: Vida que Inspira Vidas" continua a destacar histórias inspiradoras e testemunhos marcantes da vida dos seguidores deste notável santo. Hoje, trazemos o relato do Irmão Noivar Brustolin, um membro da Congregação há quase cinco décadas, cuja jornada será celebrada em fevereiro de 2025, marcando cinquenta anos de Vida Religiosa Consagrada.

    O Irmão Noivar Brustolin tem sido um exemplo vivo do legado de São João Calábria. Sua devoção o levou a participar de eventos significativos, como a missa de beatificação em Verona e a canonização em Marituba, Pará. Sua presença em tais ocasiões não apenas reflete sua dedicação pessoal, mas também destaca a importância e o alcance do impacto de São João Calábria em todo o mundo.

    Enquanto celebramos os 25 anos da canonização de São João Calábria, é crucial lembrar que sua vida e obra continuam a inspirar uma infinidade de pessoal, especialmente dentro da Família Calabriana. Que este marco histórico reacenda em todos os corações o desejo ardente de buscar a santidade, seguindo os passos luminosos deixados por São João Calábria.

    Este projeto não apenas nos convida a refletir sobre o passado, mas também nos desafia a viver os valores e princípios que São João Calábria tão vigorosamente defendia. Que sua vida continue a ser uma fonte de inspiração, guiando-nos em nossa jornada espiritual e fortalecendo nossa fé em meio aos desafios da vida moderna.

    Assim, enquanto nos preparamos para comemorar este aniversário significativo, somos lembrados da profunda herança espiritual que São João Calábria nos deixou - uma herança que, sem dúvida, continuará a inspirar e transformar vidas por muitas gerações vindouras.

    Acompanhemos o relato do Ir. Noivar
    ____________

    Vivi os dois momentos da Beatificação e Canonização do Pe. João Calábria com muita vibração e alegria. Na Beatificação, em 17/04/1988, estava na Itália. O evento ocorreu no estádio Bentegodi, onde o Papa João Paulo II canonizou dois Padres de Verona: Pe. João Calábria e Pe. José Nascimbeni. Foi um momento emocionante. Na mesma tarde, o Papa João Paulo II visitou o Hospital de Negrar, onde eu trabalhava. Neste hospital também trabalhavam as Pequenas Irmãs da Sagrada Família, fundadas pelo Pe. Nascimbeni. Vivemos um período de preparação para a visita do Papa e a Beatificação, um momento que jamais será esquecido em Negrar e em minha vida. Até hoje, esse evento é relembrado nas telas do Hospital.

    Na Canonização, em 18/04/1999, eu estava em Marituba/PA. Como foram canonizados dois santos conhecidos, Pe. João Calábria e Marcelino Champagnat, ambas as Congregações atuavam na Diocese de Belém-PA. Conversamos com o Arcebispo e organizamos a festa juntos. Após assistir à Canonização diretamente de Roma, marcamos a celebração da Santa Missa para o dia 06/06/1999, na Catedral de Belém, coincidindo com a festa de São Marcelino Champagnat. Preparamos este momento devidamente através das redes sociais, rádio e TV. Após a celebração, tivemos um almoço e um momento de confraternização na casa dos Irmãos Maristas no Colégio Nazaré. Foi um momento marcante na minha vida e na de muitos.

    Estes dois momentos fortes, entre outros, deram um impulso tão grande que mantêm a vida consagrada com ânimo e significado pelo resto da vida. A Canonização do santo fundador é uma prova, uma garantia por parte da Igreja de que seguir seus ensinamentos, as constituições da Congregação e o carisma que ele nos deixou, por amor a Deus, imitando Seu Filho Jesus, é, sem dúvida, um caminho de santificação. O que Pe. João Calábria buscou no dia a dia de sua vida é válido também para cada um de nós. Com nosso esforço e confiando nas graças de Deus e na presença do Espírito Santo, podemos trilhar esse caminho em todos os dias de nossa vida. Não necessariamente fazer o que ele fez, mas servir-se de seu método e atualizá-lo no tempo, buscando ou estando aberto ao mesmo fim: a santidade. Que o Jubileu da Canonização nos estimule a viver de forma renovada o desejo de servir e amar a Deus e aos irmãos.

    Agradeço a Deus e aos superiores que me deram a oportunidade de viver esses momentos e, neste ano Jubilar, voltar a Verona, visitar e reviver os lugares onde São João Calábria viveu e iniciou a Obra da Família Calabriana. Graças a Deus.

    Ir. Noivar Brustolin, psdp

    Mais em Testemunhos
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.