Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    Em direção ao Jubileu

    O Papa Francisco desejando ajudar todos os cristãos a se prepararem para o Jubileu 2025, dedicou os dois anos que precedem o Jubileu à redescoberta do ensinamento do Concílio (2023) e à oração (2024).

    Igreja

    02.05.2024 08:00:00 | 3 minutos de leitura

    Em direção ao Jubileu

    2023 Ano do Concílio

    O Ano do Concílio foi aberto a 11 de outubro de 2022 com a solene Liturgia Eucarística do 60º aniversário da abertura do Concílio Vaticano II, presidida pelo Santo Padre. Desde então, as comunidades cristãs de todo o mundo propuseram caminhos e momentos de reflexão sobre as quatro constituições conciliares.

     “Cadernos do Concílio”

    A coleção “Cadernos do Concílio” reúne 34 volumes produzidos por teólogos, estudiosos da Sagrada Escritura e jornalistas, que procuram redescobrir as quatro sessões do Concílio Vaticano II: Dei Verbum, Sacrosanctum Concilium, Lumen Gentium, Gaudium et Spes. Escritos numa linguagem não acadêmica e com o objetivo de apoiar um caminho de redescoberta dos conteúdos centrais do Vaticano II. Foram pensados para ter a mais ampla difusão na comunidade cristã, ao serviço de cursos de catequese, de encontros do clero e de workshops de preparação para o Jubileu.

    No Brasil, a coleção foi publicada pela editora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Edições CNBB.

    2024 Ano da Oração

    O Santo Padre anunciou-o no domingo, 21 de janeiro de 2024, por ocasião do Quinto Domingo da Palavra de Deus que o ano de 2024 será o Ano da Oração.

    Na sua Carta de 11 de fevereiro de 2022, dirigida ao Pró-Prefeito, Sua Ex. Rev.ma D. Rino Fisichella, o Papa tinha escrito: “Neste tempo de preparação, desde já me alegra pensar que se poderá dedicar o ano anterior ao evento jubilar, o 2024, a uma grande ‘sinfonia’ de oração. Oração, em primeiro lugar, para recuperar o desejo de estar na presença do Senhor, escutá-Lo e adorá-Lo. Oração, depois, para agradecer a Deus tantos dons do seu amor por nós e louvar a sua obra na criação, que a todos compromete no respeito e numa ação concreta e responsável em prol da sua salvaguarda. Oração, ainda, como voz de ‘um só coração e uma só alma’ (cf. At 4,32), que se traduz na solidariedade e partilha do pão quotidiano. Oração, além disso, que permita a cada homem e mulher deste mundo dirigir-se ao único Deus, para lhe expressar tudo o que traz no segredo do coração. E oração como via mestra para a santidade, que leva a viver a contemplação inclusive no meio da ação. Em suma, um ano intenso de oração, em que os corações se abram para receber a abundância da graça, fazendo do ‘Pai Nosso’ – a oração que Jesus nos ensinou – o programa de vida de todos os seus discípulos”.

    O Dicastério disponibilizou algumas ferramentas úteis para entender melhor e redescobrir o valor da oração. Para além das 38 catequeses sobre a Oração que o próprio Papa Francisco proferiu de 6 de maio de 2020 a 16 de junho de 2021, foi publicada pela Libreria Editrice Vaticana uma coleção de "Apontamentos sobre a Oração". Trata-se de 8 volumes destinados a recolocar no centro a relação profunda com o Senhor, através das múltiplas formas de oração contempladas na rica tradição católica. Iremos aprofundar nos próximos meses cada um dos 8 volumes desta coleção.

    Rezar hoje (Cardeal Angelo Comastri, com um prefácio do Papa Francisco)
    Rezar com os Salmos (Gianfranco Ravasi).
    A oração de Jesus (Juan López Vergara)
    Rezar com santos e pecadores (Paul Murray OP)
    As parábolas da oração (Antonio Pitta)
    A Igreja em oração (Monges Cartuxos)
    A oração de Maria e das santas que a encontraram (Catherine Aubin)
    A oração que Jesus nos ensinou: ‘Pai Nosso’ (Ugo Vanni).

    Com informações de: https://www.iubilaeum2025.va/pt/giubileo-2025/verso-il-giubileo.html

    Mais em Igreja
     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.