Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade
Aceitar Cookies
Recusar Cookies
 
  •  
     

    Bispos do Rio Grande do Sul realizam visita ao Vaticano de 02 a 06 de maio

    Todos os bispos do Estado estarão em Roma na primeira semana de maio. Na programação, está o encontro com o Papa Francisco no dia 05, quinta-feira.

    28.04.2022 | 3 minutos de leitura

    Bispos do Rio Grande do Sul realizam visita ao Vaticano de 02 a 06 de maio

    Vatican News

    A contagem regressiva marca apenas três dias para o embarque. Na noite do próximo sábado, 30 de abril, os arcebispos e bispos do Rio Grande do Sul viajam para Roma, onde devem realizar a visita ad Limina Apostolorum, ao Vaticano.

    Durante a visita, prevista para 02 a 06 de maio, o grupo participará de reuniões e encontros em diversos Dicastérios, Congregações, Conselhos Pontifícios e Comissões. No dia 04 de maio, o episcopado gaúcho também estará na Secretaria de Estado do Vaticano e na quinta-feira, 05, participará da Audiência com o Papa Francisco.

    A visita ad Limina também está relacionada com a apresentação de um relatório sobre a situação da arqui/diocese de cada um. Este material não consiste especificamente em uma prestação de contas, mas muito mais em uma explanação sobre a situação de cada Igreja Local. Este movimento deve ocorrer a cada cinco anos, conforme previsto no Código de Direito Canônico.

    Partirão do Rio Grande do Sul ao Vaticano um grupo de 23 visitantes, representando as quatro arquidioceses e 14 dioceses do Regional Sul 3 da CNBB: os 4 arcebispos, 15 bispos ativos, 3 bispos eméritos (aposentados) e o padre Silvio Jorge Mazzarolo, administrador diocesano de Cruz Alta.

    Importância

    A visita Ad Limina é um ato que todo o Bispo cumpre para o bem de sua própria diocese e de toda a Igreja, para favorecer a unidade, a caridade, a solidariedade na fé e no apostolado.

    Trata-se de um momento forte na vida e no ministério pastoral dos Bispos, uma oportunidade de experimentar, de forma mais intensa, a comunhão com o Sucessor de Pedro e também entre os bispos que, dessa forma, fortalecem a dimensão da colegialidade que os une num só corpo bem unido a serviço da Igreja, Povo de Deus a caminho da casa do Pai.

    Nesse espírito de unidade e colegialidade, os bispos vão apresentar ao Papa as diferentes e complexas realidades que desenham o rosto da Igreja no Rio Grande do Sul, com suas dificuldades e desafios pastorais, mas, sobretudo, com seus projetos, alegrias, esperanças e toda a riqueza da Ação Evangelizadora desenvolvida pelas 18 arqui/dioceses do Regional Sul 3.

    O Papa poderá conhecer melhor, por exemplo, o trabalho realizado na renovação da catequese, com o projeto da Iniciação à Vida Cristã (IVC); a realidade da formação inicial e permanente dos padres; os desafios da pastoral vocacional; o espírito de comunhão que existe com os religiosos e religiosas; as inúmeras iniciativas e projetos que visam à formação de lideranças leigas nas comunidades paroquiais e nos movimentos eclesiais, bem como todas as frentes de diálogo e interação da Igreja com as várias realidades presentes na sociedade.

    História

    Já são dois anos de espera ansiosa pela visita Ad Limina. A viagem que ocorre neste maio estava marcada inicialmente para 21 a 30 de março de 2020, cancelada em virtude da pandemia do Covid-19 e o início do lockdown no mundo inteiro. Com estes dois anos de adiamento, somam-se quase 13 anos desde a última visita Ad Limina realizada pelo episcopado do Regional Sul 3, de 27 de novembro a 10 de dezembro de 2009.

    Dos 22 bispos que agora vão ao Vaticano, apenas sete eram bispos diocesanos na época e estavam na visita em 2009. Na ocasião, o encontro foi realizado junto com os bispos do Regional Sul 4 – Santa Catarina.

     

    Copyright © Pobres Servos da Divina Providência.
    Direitos reservados, acesse a política de privacidade.