Loading color scheme

Casante

As nossas Constituições documentam claramente o pensamento de São João Calábria a respeito do Casante, como ele costumava se definir:

"Os Pobres Servos cultivam como característica toda própria, uma particular veneração filial pela pessoa do Superior Geral, chamado pelo Fundador com o humilde e familiar título de 'Casante'. Os religiosos amá-lo-ão como um verdadeiro pai que Deus lhes deu, abrir-se-ão confidencialmente a ele, recomendá-lo-ão ao Senhor nas suas orações diárias. Ater-se-ão com o mais vivo espírito de fé às suas diretrizes, aos seus conselhos e desejos, na plena certeza de que o Pai celeste dar-lhe-á 'luzes e graças especiais' para conduzir a Congregação e os seus membros rumo às metas a eles indicadas pela Divina Providência." (Const. n. 25).

O Casante é eleito a cada seis anos por ocasião do Capítulo Geral dos Pobres Servos da Divina Providência, o qual garante a continuidade do carisma e da espiritualidade do fundador. Atualmente, o Casante é o Pe. Miguel Tofful, de nacionalidade argentina, eleito em 2008 durante o X Capítulo e reeleito no XI Capítulo em 2014.

Conselho Geral

"O Conselho Geral condivide com o Superior Geral a responsabilidade acerca da Congregação, sobretudo dando o seu consentimento ou o seu parecer conforme o direito universal e próprio. O Superior Geral e o Conselho têm a tarefa de detectar e de estudar, oportunamente juntos, tudo o que interessa ao bem comum da Congregação, de animar a união fraterna entre as diversas comunidades e de promover a organização da Congregação cada vez mais em sintonia com o seu espírito, a fim de que ela possa cumprir a sua missão na Igreja e no mundo." (Const. n. 156).

Da esquerda pra direita, Pe. Luciano Squizzato (Vigário Geral e Conselheiro), Ir. Matteo Rinaldi (Conselheiro), Pe. Miguel Tofful (Casante), Ir. Gedovar Nazzari (Ecônomo Geral e Conselheiro) e Pe. Abraham Odalany (Conselheiro).

Pe. Miguel Tofful – Casante (Superior Geral);
Pe. Luciano Squizzato – Vigário Geral;
Ir. Gedovar Nazzari – Ecônomo Geral;
Ir. Matteo Rinaldi – Secretário;
Pe. Abraham Odalany – Conselheiro

Delegado

"A tarefa principal do Delegado é a de animar, coordenar e favorecer a vida e a missão das comunidades religiosas a ele confiadas, chamando a atenção para a fidelidade ao espírito e ao carisma próprio da Congregação, promovendo a comunhão fraterna e o verdadeiro serviço aos pobres na caridade de Cristo.” (Const. n. 170).

Conselho de Delegação

Junto com o Delegado, os Conselheiros acompanham a missão da Delegação desenvolvendo seu serviço de acordo com as Constituições da Congregação e com seu Estatuto. O Conselho busca levar adiante o Projeto Global de Ação numa atenção cuidadosa para com os irmãos e comunidades através do diálogo e de visitas constantes. É o órgão que representa o Conselho Geral no âmbito da Delegação.

Pe. Gilberto Bertolini – Delegado;
Pe. Adelmo Cagliari – Conselheiro e Ecônomo;
Pe. Gustavo Bonassi – Conselheiro;
Ir. Lauri Carlesso – Conselheiro;
Ir. Roque Kasmirski – Conselheiro